domingo, 22 de junho de 2008

Alta Roda - ilegal ou vazio legal ??

Já não é novo, mas voltou em força .... e agora está por Portimão. Estou a falar do "jogo" da roda, bola, bolha ou pirãmide - podemos chamar o que quisermos. Basicamente paga-se quando se entra e recebe-se quando se sai, as quantias podem ir entre os 20 € (em universidades e pequenas empresas) e até pode chegar aos 100m € (a verdadeira alta rosa do jogo).

Tudo se basea numa confiança em alguém e na capaciade de persuasão e gosto pelo risco de todos os envolvidos, isto porque o objectivo é mesmo trazer o máximo de pessoas que se conseguir para a roda de forma a fechá-la o mais breve possível e assim receber a quantia de entrada * 8. O principal é mesmo o gosto pelo alto risco do jogo, daí que se diga que : "Pensam que vão chegar lá e ganhar mais do que os outros. No fundo é o mesmo processo de qualquer jogador compulsivo" - podem por aqui ver logo o elevado risco do jogo, além de tudo o resto.

Quanto á actuação das nossas autoridades neste processo, existe uma dúvida no ilicito, isto porque não se pode considerar evasão fiscal dado que para isso era necessário ser considerado actividade legal para poder ser ilegal. É daquelas artimanhas da nossa legislação - os investigadores neste momento consideram se tratar de uma vazio legal.

Mas atenção pois não acredito que seja por pouco tempo, basta comerçar a correr mal e as reclamações vão chover na Judiciária. Para correr mal basta o ciclo da roda acabar e ser interrompido - claro que os últimos serão os prejudicados.

Para mim, quer a nivel pessoal quer a nivel profissional ---- longe deste tipo de actividades a tender para o ilicito. Os convites têm sido mais do que muitos e de todo o tipo de pessoas.

6 comentários:

JLS disse...

Bem sei que o ex-Bastonário terá dito que não é ilegal... mas só o terá dito por puro desconhecimento.

Um recente decreto-lei que transpõe uma norma europeia de 2005 vem, numa das suas alíneas, ilegalizar exactamente essa prática:

Artigo 8.º
Acções consideradas enganosas em qualquer circunstância

São consideradas enganosas, em qualquer circunstância, as seguintes práticas comerciais:

r) Criar, explorar ou promover um sistema de promoção em pirâmide em que o consumidor dá a sua própria contribuição em troca da possibilidade de receber uma contrapartida que decorra essencialmente da entrada de outros consumidores no sistema;

Decreto-lei n.º 57/2008 de 26 de Março:
http://ec.europa.eu/consumers/rights/docs/transpos_laws_portugal.pdf

João Bárbara disse...

Interessante, mas toda a gesnte está a pensar que é legal e que é a "mina dos ovos de ouro" e que vai salvar muitos da falência.
Parece-me que isto há-de dar o estoiro quando alguns ficarem a arder com o dinheiro. Aí é que quero ver como vai ser.

Anónimo disse...

é verdade que esse artigo existe, mas existe por puro interesse do estado portugues por causa do dinheiro que se ganha nas bolas nao pagar imposto, eles (o estado) é que sao os corruptos.. Pensemos da seguinte forma: quando as pessoas entram numa bola de 10.000€ o dinheiro com que entram ja pagou imposto (se nao pagou o crime foi cometido antes de entrarem numa bola), o que o estado queria era que o dinheiro voltasse a pagar imposto quando recebido pela pessoa que esta no centro da bola.. MAS O QUE É ISTO??? PAGAR IMPOSTO SOBRE O MESMO DINHEIRO MAIS DE UMA VEZ?? eu roubo quem me rouba a mim... a vida é para os espertos, declarar o dinheiro é facil ;).. quem acha que as bolas nao dao dinheiro estao enganados, e quem acha que as bolas vao estoirar tambem estao enganados, porque 99% das pessoas que ganham sao reenvestidores.. é um ciclo, como o ciclo alimentar, os animais comem-se uns aos outros e nao acabam.. pensem nisto

Anónimo disse...

é verdade que esse artigo existe, mas existe por puro interesse do estado portugues por causa do dinheiro que se ganha nas bolas nao pagar imposto, eles (o estado) é que sao os corruptos.. Pensemos da seguinte forma: quando as pessoas entram numa bola de 10.000€ o dinheiro com que entram ja pagou imposto (se nao pagou o crime foi cometido antes de entrarem numa bola), o que o estado queria era que o dinheiro voltasse a pagar imposto quando recebido pela pessoa que esta no centro da bola.. MAS O QUE É ISTO??? PAGAR IMPOSTO SOBRE O MESMO DINHEIRO MAIS DE UMA VEZ?? eu roubo quem me rouba a mim... a vida é para os espertos, declarar o dinheiro é facil ;).. quem acha que as bolas nao dao dinheiro estao enganados, e quem acha que as bolas vao estoirar tambem estao enganados, porque 99% das pessoas que ganham sao reenvestidores.. é um ciclo, como o ciclo alimentar, os animais comem-se uns aos outros e nao acabam.. pensem nisto

Anónimo disse...

é pois, a bola nao acaba. Sempre que alguem nao quer reinvestir, ha sempre outro alguem que entra.E é facil fazer jogos do pequeno para o grande, por exemplo bolas de 250, 1000, 5000, 20000 etc etc. O risco de perder é nenhum, porque quando passamos para a roda seguinte, ja recebemos o dinehiro investido na anterior. "os animais comem-se uns aos outros e nao é por isso que acabam". É arriscado sim, mas dá dinheiro, E muito!

João Bárbara disse...

apesar disso tudo de dar dinheiro e muito, na minha opinião não é legal até porque se fôr necessário provar a proveniência desse sfundos não existe forma de o fazer o que me lev a logo a pensar que de facto não é muito legal