sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

As novas palavras 'proibidas' na publicidade financeira

Parece que de uma vez por todas, o Banco de Portugal está a 'apertar o cerco' ás instituições financeiras deste País. O Diário Económico informa que a partir de 1 de Janeiro de 2009 serãos impostas novas regras para a publicidade financeira.

Todos nós já fomos 'bombardeados' por anúncios a serviços financeiros que na sua maioria não são totalmente claros nem perceptíveis ao consumidor comum, o que leva as pessoas a considerarem que estão a ser enganadas.

Entre as novas regras estão por exemplo o tamanho das letras, a velocidade a que as mesmas passam no ecran (no caso da publicidade por TV) e até as palavras que podem ser usadas na mesma publicidade (todos já viram palavras como 'sem custos' e que ás vezes não corresponde a realidade).

Resumidamente, penso que vai ser bom para todos. O que é claro é positivo para o Banco e para o Cliente.

Sem comentários: