sábado, 20 de junho de 2009

Cissokho parece que fica no Porto

Parece que o negócio de Cissokho falhou .....

Galliani tentou baixar o preço de Cissokho.

O administrador delegado do AC Milan, Adriano Galliani, revelou hoje que o clube da Liga italiana de futebol tentou baixar o valor de transferência de Cissokho, lateral do FC Porto, que falhou os testes médicos.

O AC Milan e o FC Porto tinham chegado a acordo para a transferência do lateral esquerdo francês por 15 milhões, mas o negócio acabou por ser abortado devido a um desequilíbrio no maxilar (oclusão), que pode originar diversos tipos de lesões nas costas ou nas pernas.

''A negociação terminou. Não chegámos a acordo com o FC Porto, nem para o empréstimo, com opção de compra, nem para a redução do preço, devido aos problemas. Tentámos negociar durante um dia e meio, mas não chegámos a acordo'', referiu Galliani, citado pelo site do AC Milan.

O dirigente ''rossonero'' garante que havia ''vontade do FC Porto de fazer algumas coisas'' e do AC Milan de ''fazer outras coisas'', garantindo não estar preocupado em arranjar alternativas a Cissokho.

'Penso que temos muitos laterais e mantivemos os nossos jogadores. Temos Zambrotta, Oddo, Jankulovski, Antonini, assim como Bonera, que pode jogar a lateral, tal como o Flamini. Temos cobertura. Temos uma grande equipa e muitos campeões na nossa equipa', referiu.


Esta posição negocial do FCP é algo que enobrece o futebol português... O FCP é um grande entre os grandes do mundo e em negócios é ainda maior. Ou cumprem o contracto ou NADA!

De facto os problemas nos maxilares e mandíbula são relativamente frequentes e recentemente têm sido associados a vários tipos de lesões ou síndromes dolorosos ou inflamatórios sem causa ortopédica ou traumática directa. Estas situações merecem já atenção especial no clube azul e branco desde épocas recentes pelo que a situação do Cissoko era já conhecida. Até ao momento o atleta não teve problemas físicos devido à alteração na anatomia mas de facto pode futuramente acontecer.

O facto de o Milan não ter desistido da contratação reforça que sabem do valor real do jogador, mas estam apenas a tentar renegociar o preço ao bom modo marroquino. Uma actuação de baixo carácter para um dos maiores clubes europeus.

Para o Porto, o único inconveniente é ter já adquirido um atleta para a mesma posição, o que fragiliza a posição numa negociação futura. No entanto, não faltam clubes europeus dispostos a dar perto de 10M€ com facilidade.

O problema é de fácil e rápida solução, algo como 4 a 6 semanas sem competição mas com treino físico, após uma cirurgia de alguma complexidade são suficientes para resolver problema finitamente.

Entretanto, se o atleta permanecer a próxima época vai calar os mais cépticos e demonstrar que tem valor e que é um caso raro e muito apetecível para jogar à esquerda da defesa.

Sem comentários: