quarta-feira, 24 de junho de 2009

Desemprego no Algarve


O número de desempregados inscritos nos centros de emprego do Algarve disparou 82 por cento em Maio, face ao mesmo mês de 2008. É a maior subida do país pelo sétimo mês consecutivo.


De acordo com dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) hoje divulgados, o desemprego aumentou em todas as regiões do país em Maio face ao mesmo mês de 2008.

As regiões do Algarve, Madeira e Açores registaram acréscimos superiores à média do país (27,6 por cento), em termos homólogos.

Depois do Algarve (que subiu 82 por cento em Maio para 18.524 inscritos), a Madeira subiu 41,1 por cento para 12.187 inscritos, seguida dos Açores, que cresceu 27,3 por cento, para 4.572 desempregados.

O Alentejo foi a região do país onde o número de desempregados inscritos menos subiu, relativamente há um ano atrás, crescendo 21 por cento para 21.242 pessoas.

No Norte, a região do país que concentra o maior número desempregados (43,8 por cento do total), observou-se um crescimento homólogo de 25,4 por cento para 214.457 inscritos.

Nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e do Centro, o número de inscritos nos centros de emprego elevaram-se 27,1 e 25,6 por cento para 146.258 e 71.875 indivíduos respectivamente.

Parece-me que já ninguém tem dúvida de que as coisas estão mal, muito mal mesmo.

Sem comentários: