sexta-feira, 26 de junho de 2009

MP acusa 5 ex-administradores do BCP


O Ministério Público acusou cinco antigos administradores de topo do BCP de manipulação de mercado, falsificação de contabilidade e burla qualificada, crimes que podem ser puníveis com vários anos de prisão. Os acusados, entre os quais Jardim Gonçalves, manipularam os valores das acções do banco recorrendo a 17 offshores, em operações que viriam a causar um prejuízo de 600 milhões de euros ao BCP e que tentaram esconder. São largos Milhões as cauções a pagar por todos os administradores causados pelo MP.

Até prova em contrário, todos são inocentes.

Eu sou daqueles que entraram na banca à 15 anos quando o Jardim Gonçalves estava no seu auge, aind ame lembro de ter sido recebido pessoalmente pelo próprio Presidente do Banco - é indiscritivel o impacto que isso teve em mim e a motivação que criei. Posso dizer sem qualquer tipo de problema ou de constrangimento que os meus 9 anos de BCP (ainda sou deste tempo - do Banco Comercial Português) foram os melhores, talvez também por ter sido o inicio, conheci muitas pessoas, excelentes profissionais, magnificos convivios e reuniões de trabalho.

Continuo sem acreditar em tudo o que dizem e em tudo o que leio, talvez alguns erros tenham sido cometidos pela Eng. Jardim Gonçalves mas depois de tudo o que ele fez por e neste Banco merecia um tratamento diferente.

A verdade virá ao de cima.

Sem comentários: