sábado, 4 de julho de 2009

Manuel Pinho despedido por Sócrates

Agora, um pouco mais a sério, isto está a tomar proporções que não lembra a ninguém.

Manuel Pinho pediu a demissão a José Sócrates. O ministro da Economia apresentou a demissão após um gesto «insultuoso» no Parlamento. Teixeira dos Santos vai acumular a pasta da Economia. José Sócrates disse «compreender» que não é fácil aceitar as criticas, mas adiantou que «nada justifica o gesto», de Manuel Pinho, que «não podia ter acontecido». Após os gestos de Manuel Pinho, José Sócrates, pediu desculpa a todos os grupos parlamentares pelo acto "injustificável" do ministro Manuel Pinho, que durante o debate do Estado da Nação dirigiu à bancada do PCP um gesto considerado insultuoso. O próprio Manuel Pinho tinha pedido desculpas, "excedi-me, pedi desculpa", quando questionado pelos jornalistas sobre o que tinha acontecido minutos antes no plenário da Assembleia da República mas considerou ter condições para continuar no Governo depois deste episódio.

Resumidamente, foi-se um que já deveria ter ido à muito tempo .......... Isto vem bem demonstrar o estado de espírito e de desnorteio do PS e do Governo.

Sem comentários: