Protestar contra Governo de Chávez passa a ser crime


"Procuradora-geral, muito próxima do presidente Hugo Chávez, anuncia que as manifestações de rua contra o Executivo passarão a ser equiparadas a "delitos de rebelião civil", com penas entre os 12 e os 24 anos de prisão

As manifestações de protesto podem ter os dias contados na Venezuela. Todos os cidadãos que saírem à rua em manifestações contra o Executivo de Hugo Chávez, a partir de agora, arriscam-se a ser detidos e processados pela procuradoria-geral venezuelana pelo crime de "desestabilização do Governo constitucionalmente eleito".

A novidade foi ontem revelada pela procurador-geral, Luisa Ortega, num programa da rádio pública intitulado En Sintonía com el Ministerio Público. Segundo Luisa Ortega - personalidade muito próxima de Chávez - os protestos de rua "enquadram-se perfeitamente no delito de rebelião civil", crime punido pelo Código Penal da Venezuela com penas entre os 12 e os 24 anos de prisão.

"Quero que as pessoas que se levantam em atitudes hostis contra o Governo saibam quais são as consequências", declarou a procuradora-geral, que em Julho causou uma enorme polémica no país ao sugerir aos deputados que aprovassem uma "lei contra delitos mediáticos" que na prática poria fim à liberdade de imprensa no país. Um projecto que, por enquanto, não será materializado."


Noticia do DN Online


Será bom relembrar que é para este País que enviamos Magalhães, e é com este Senhor que José Sócrates aparece nas televisões a dar grandes abraços ....... pois é, uns são ditadores mas há interesses com outros nem por isso.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Por um 2015 melhor do que 2014

Pinto da Costa agredido á porta do Hotel em Lisboa