quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Red Bull já chega ao Parlamento


O deputado do CDS, Ribeiro e Castro considerou esta quarta-feira que a transferência da Red Bull Air Race para Lisboa “lesa os interesses e expectativas” do Norte e exigiu que o Governo esclareça se há verbas do Estado envolvidas.

Ribeiro e Castro lamentou a transferência para Lisboa da prova, considerando que “lesa os interesses e as expectativas” do Norte e em particular do Porto/Gaia, onde se realizava.

Numa pergunta entregue na Assembleia da República, os deputados do CDS-PP eleitos pelo Distrito do Porto questionam o ministério da Economia e a Câmara Municipal de Lisboa se “pode assegurar” que não há quaisquer verbas “directa ou indirectamente provenientes” do Estado ou de instâncias governamentais.

“Como justifica o aparente encarecimento de 800 mil euros para 3,5 milhões de euros de dinheiros públicos na transferência do certame?”, questionam.

Ribeiro e Castro sublinha mesmo que “uma coisa é haver concorrência entre autarquias, outra é poder haver manobras obscuras envolvendo dinheiros públicos”, o que “seria gravíssimo”.

Frisando que “o líder da transferência para Lisboa é a Câmara Municipal de Lisboa e o seu presidente, uma destacada figura socialista”, Ribeiro e Castro considerou que “é uma ironia de gargalhada que a notícia da transferência seja conhecida no mesmo dia em que o PS procura reforçar o tema da regionalização”.

“O PS é a máquina mais centralizadora que se conhece”, criticou.

Sem comentários: