quarta-feira, 7 de abril de 2010

[Opinião] : O negócio do Sasha

À alguns dias atrás surgiu uma notícia em que dava conhecimento a todos que o negócio do Sasha com a Câmara Municipal de Portimão tinha corrido menos bem .... para não dizer que já era esperado.

'A Câmara de Portimão, através da empresa municipal Sociedade de Gestão e Reabilitação Urbana (SGRU) adquiriu o direito de uso da marca Sasha Summer Sessions. Foi esta a forma encontrada para que o Sr. Luís Evaristo pagasse uma dívida respeitante à parceria público-privada que viabilizou o evento nos últimos quatro anos, na Praia da Rocha. O investimento anual no evento pela Portimão Turis (entretanto fundida na SGRU) tinha como contrapartida uma percentagem das receitas. As contas fecharam a 31 de Dezembro de 2009 e, a 11 de Janeiro, as partes assinaram o documento de acerto de contas. O empresário Luís Evaristo ficou de pagar à autarquia cerca de 712 mil euros "nos dias seguintes", diz Luís Carito, vice-presidente da Câmara.'

Não fiquei nada surpreendido, toda a oposição e mais concretamente o CDS-PP de Portimão disse-o por várias vezes em comunicados emitidos no Verão de 2008 (podem reler aqui e aqui e aqui). Pelos vistos, esta mesma oposição tinha razão e quem está errado era o PS.

Este negócio, desde o seu início está errado. O Contrato de parceria efectuado entre a autarquia portimonense e o Sr. Luis Evaristo era mau (e veio agora a revelar-se) para Nós portimonenses e que ficamos agora com mais um buraco numa 'malha' que já tem buracos a mais. A forma que a autarquia arranjou para salvar mais uma parceira, que se revelou de errada, poderá não ser a melhor - será que temos como organizar este tipo de festas ? vamos entregar esta organização a quem ? e em 3 anos vamos recuperar os 700 mil euros ?

Tenho muitas dúvidas, e mais uma vez quem acordou esta parceira prestou um mau serviço a Portimão e aos portimonenses. E quem é o culpado ?

Sem comentários: