sexta-feira, 20 de maio de 2011

Politica : Em 2050 os idosos quase que duplicaram


[A minha Opinião Pessoal sobre ....]

Noticia do IOnline


Em 2050, Portugal será um país envelhecido. Mas apesar das previsões o investimento português em serviços sociais e de saúde dirigidos aos idosos é o mais baixo dos 25 países da OCDE (apenas 0,1% do PIB). Daqui a quatro décadas, o número de idosos em Portugal será mais do dobro: 32% dos portugueses terão mais de 65 anos e 11% - contra os 4,4% actuais - terão mais de 80. Não obstante, Portugal está no fundo da tabela no que diz respeito às despesas com cuidados continuados. - Estranho, será que os nosso politicos estão a ficar senis ? então se o número de idosos aumenta, não existe investimento nos cuidados continuados e não existe preocupação com os idosos ?

"Os governos têm de melhorar o acesso às suas políticas de cuidados continuados e providenciar um melhor apoio a cuidados familiares e profissionais", diz o relatório da organização. - Pois é, temos e devemos melhorar em muito estes cuidados e o apoio ás familias. O que será de todos nós que seremos idosos nesta altura quando as nossas familias já agora não têm condições de apoiar os idoso quanto mais daqui a 40 anos !

O envelhecimento "tem sido acompanhado por um enfraquecimento dos laços familiares" e, por isso, "todos os países, mesmo com diferentes sistemas de financiamento, devem implementar um sistema formal de cuidados de longa duração", sugere o estudo. Além disso, é necessário "aumentar os salários" e "melhorar as condições de trabalho". - Agora é que não percebo nada ..... mas querem reduzir salários, retiram direitos, despedem á bruta todos e mais alguns, retiram e diminuem subsidios de desemprego !!!! mas afinal temos é que aumentar os salários e melhorar as condições de trabalho !

A maior parte dos países da OCDE reserva entre 1% e 1,5% do PIB aos cuidados continuados, como os cuidados paliativos, os lares e a assistência domiciliária. Esse número sobe para os 3,6% na Suécia e na Holanda e desce abruptamente para os 0,1% em Portugal e na Hungria. - números muito claros e que mostram bem o verdadeiro Estado Social que vivemos em Portugal. Quando ouvimos Sócrates parece qe está tudo bem, mas estes factos e números mostram bem a realidade portuguesa - versus a realidade de outros países como neste exemplo a Suécia.

De onde sai o investimento nestes cuidados? Portugal está no segundo lugar da lista dos países em que esta despesa mais sai directamente dos bolsos dos beneficiários (45% contra os 30% da Alemanha ou de Espanha). - então se este valor sai dos nosso bolsos, para onde vão tantos milhões ? será que alguém nos sabe explicar este fenómeno ?

 
A minha modesta opinião, de um ainda não idoso, mas que vê o seu futuro muito negro e muito pouco risonho. Não consigo sequer perceber qual vai ser o meu futuro, como vai ser a minha reforma, como vai ser a minha velhice .... mas sobretudo preocupa-me saber como vai ser a vida dos meus filhos, crianças dos dias de hoje que não têm qualquer futuro se tudo continuar a caminhar para o abismo ! 

Sem comentários: