domingo, 1 de fevereiro de 2015

[a minha opinião conta] E quando o abusador de menores é também um menor ?



O flagelo do abuso sexual de menores atinge outra dimensão quando se sabe que o abusador é, ele próprio, também um menor. Segundo o Jornal Público, 1 em cada 10 abusadores de crianças, são crianças e jovens entre os 12 e os 18 anos.
 
Nem sempre será fácil a distinção e a separação do que é abuso, e do que não.
 
De acordo como Psicólogo Ricardo Barroso, tudo o que seja um ato não consentido, e com violência e agressividade à mistura, é um abuso. O que tem acontecido em Portugal é que, muitas vezes o abuso entre pares não é devidamente valorizado e é mesmo escondido.
 
O que fazer com estes jovens ?
Será positivo ignorar estas situações, achando mesmo que são naturais num contexto de experimentação ? Até parece que as vitimas, os jovens que foram molestados, que foram abusados são esquecidos e até marginalizados.
Estes jovens precisam de um acompanhamento próprio, precisam que seja criado um programa especial para estas situações. Em Portugal ainda não temos este programa !

Sem comentários: