quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

[artigo de opinião] Um telemóvel, ou O telemóvel?



Parece Brincadeira Mas É Um Assunto SérioCurta a nossa página ► Compartilhável e receba vídeos incríveis todos os dias.
Publicado por Compartilhável em Domingo, 8 de Novembro de 2015

Vídeo muito interessante, e sobre um assunto muito importante : a dependência que temos dos telemóveis, em particular quando falamos de jovens adolescentes.

Um telemóvel, ou O telemóvel ?

Este, cada vez mais pequeno aparelho chamado telemóvel, tem vindo a tornar-se um bem essencial na vida de um adolescente. Mas, não um qualquer telemóvel, mas sim aquele telemóvel.
Muitos de nós, pais e educadores, fazem uma utilização banal do seu telemóvel, usam-no para fazer e receber chamadas e para enviar alguns sms - precisamente para o que foi inicialmente criado. Mas isso mudou e muito.Ora vejamos.

É preciso que entendamos que um telemóvel para um adolescente é em primeiro lugar um meio, uma forma de socializar e muitas vezes de se inserir num grupo da escola ou apenas de alguns amigos. Não chega estar contatável para os pais, é preciso muito mais. É estar sempre online, sempre disponível para um like, sempre presente quando aquela pessoa especial mete um vídeo novo.

Qualquer telemóvel simples tem acesso imediato à internet, e isso pode levantar muitos problemas e até constrangimentos. É preciso estarmos atentos.

Desde logo, é preciso que o jovem perceba se de facto tem necessidade de ter um telemóvel? aqui levanta-se a primeira das questões e dificuldades, que é perceber qual a idade ideal para comprar um telemóvel para o seu filho(a)? e que utilização se pretende dar do mesmo?

O telemóvel tem um custo, e que esse custo não é apenas na sua compra. Durante toda a sua utilização, tem um custo, um tarifário que pode ser mais ou menos moroso, precisamente de acordo com a utilização que se pretende dar. Assim como uma má utilização pode ter um custo acrescido, e pode significar o uso desapropriado do telemóvel.

Ter um iphone, um samsung todo evoluído, pode significar status, uma posição dentro de um grupo, mas será isso por si só importante? Talvez, depende muito da idade e principalmente da maturidade do jovem. 

Podem, e devem ser definidas regras básicas para o uso do telemóvel, e quanto mais cedo melhor. O uso desenfreado e a todo o momento não deve existir, esqueçam lá o uso à mesa das refeições, a estudar ou na hora de deitar. É verdade que vão dizer-nos que os amigos não têm estas regras, o que nem sempre corresponde à realidade - a vida deve ser balanceada entre o que queremos e podemos e o que os outros querem e esperam de nós. 
Outras regras de ouro : não dar dados que os possam localizar (vários telemóveis já têm gps incorporado), assim como a não publicação ou partilha de vídeos e fotos que possam comprometer de alguma forma - e aqui não é só dos próprios, mas importante não partilhar de outros. Estas últimas regras são de extrema importância, porque facilmente podem ser ultrapassados os limites à privacidade e intimidade de cada um.

O telemóvel especial tem muito mais do que é necessário, por isso atenção ao uso do facebook, instagram, twitter .... e outros milhares de aplicações sociais e de partilha. O uso moderado só pode trazer benefícios, enquanto que o uso desenfreado vai trazer problemas.

João Bárbara


Sem comentários: