Os Milhões da FINA para a Natação Mundial


FINA lança cartada com o anuncio oficial do FINA Champions Swim Series, e com muitos Milhões para aliciar os melhores a competir.

À vários meses que vários nadadores tentam boicotar esta competição, mas os 3.9 milhões de dólares em prémios falam mais alto. 

A FINA já confirmou a presença de várias estrelas internacionais, que estarão presentes na primeira temporada desta nova competição.

A competição vai realizar-se em três etapas, e está marcada para os meses de abril e maio. A primeira será em Hangzhou (China) a 27 e 28 abril, com a segunda a acontecer em Budapeste (Hungria), nos dias 11 e 12 maio. A terceira, e última etapa desta competição é em Indianápolis (Estados Unidos), nos dias 31 maio a 1 junho.

A FINA será responsável por todas as despesas de viagem, hospedagem e alimentação dos atletas no circuito.
Os prémios monetários por prova estão definidos:
1º: 10 mil dólares
2º: 8 mil dólares
3º: 6 mil dólares
4º: 5 mil dólares
A convocatória da FINA é de um total de 82 nadadores, todos dentro de critérios muito rigídos, e que demonstra o nível elevadíssimo dos nadadores presentes. Os critérios são de campeão olímpico, campeão mundial, recordista mundial e líder do ranking mundial das provas que compõem o programa da competição.

Cada prova, apenas terá um número de quatro nadadores.

Embora a FINA não tenha divulgado que convites foram feitos, e confirmações ou desistências, é conhecido que alguns nadadores não vão participar. Casos do britânico Adam Peaty, e do brasileiro Cesar Cielo.

As estrelas que foram já confirmadas pela FINA, incluem nomes como:

masculinos
Anthony Ervin, Michael Andrew e Ryan Murphy dos Estados Unidos
Gabriele Detti da Itália, Anton Chupkov, Kliment Kolesnikov e Vladimir Morozov da Rússia
Pieter Timmers da Bélgica
Ben Proud da Grã-Bretanha
Andryi Govorov da Ucrânia
Chad Le Clos da África do Sul
Laszlo Cseh e Kristof Milak da Hungria
Wang Shun e Xu Jiayu da China
Dmitry Baladin do Cazaquistão
Nicholas Santos, João Luiz Gomes Jr, Felipe Lima e Bruno Fratus, do Brasil

femininos
Pernille Blume da Dinamarca
Sarah Sjoestroem da Suécia
Ranomi Kromowidjojo da Holanda
Penny Olkesiak do Canadá
Emily Seebohm e Cate Campbell da Austrália~Federica Pellegrini da Itália
Li Bingjie e Liu Xiang da China
Lilly King, Dana Vollmer, Kelsi Dahlia, Kathleen Baker e Katie Meili dos Estados Unidos
Katinka Hosszu da Hungria
Siobhan O'Connor da Grã-Bretanha
Seoyeong Kim da Coreia do Sul

Longe de ter o consenso de todos, parece que os milhões falaram mais alto.

"No esforço constante de inovar e trazer novas oportunidades para as estrelas do nosso desporto, a FINA tem o prazer de anunciar o lançamento desta nova competição, em que a prova em si e a promoção das estrelas serão dois conceitos-chave", disse o presidente do organismo, o uruguaio Julio Maglione.

Vamos agora ver como vai responder a Liga Internacional de Natação, que inclui estrelas como a jungara, Katinga Hosszu, que em 2018 acusou a FINA de alegadamente bloquear a inciativas idênticas e por tratar os nadadores como marionetas.

FINA - página do evento

Créditos da imagem: FINA

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Pinto da Costa agredido á porta do Hotel em Lisboa

Sai uma Rennie para a azia !