[COVID-19] o direito à saúde e vida ou o direito à liberdade?



Caros portugueses,

Infelizmente este fim de semana tem sido pródigo em imagens deprimentes de negligência e comportamento inadequado, por parte de muitos e muitos portugueses.

É por todo o lado, obrigando autarquias, freguesias e autoridades a fecharem zonas e mais zonas deste país, quer sejam junto da praia, como noutros pontos do país.

Este comportamento, que gera enormes filas de trânsito nos acessos da ponte 25 de Abril, em Lisboa, nas portagens de Paderne (chegada ao Algarve), nos vários pontos de praia por este país fora, envergonha-me e leva-me a pensar que algo tem de mudar. Não é, de forma alguma, comportável e possível, que a PSP, GNR, POLICIA MARITIMA, PROTEÇAO CIVIL, BOMBEIROS, ou seja quem fôr, possa estar 24h sob 24h a guardar estes meninos e meninas mal comportados.

Exige-se dos governantes, PR e PM e PARTIDOS, que usem de medidas mais restritivas dos Direitos, Liberdades e Garantias de todos os portugueses.

O bem maior, que é a nossa saúde e vida, assim o exige e legítima. Não nos preocupemos tanto com a privação de liberdade, porque para já, é provisória, e a seguir, perfeitamente legitimada pelos comportamentos inadequados e negligentes dos cidadãos.

As exceções são perfeitamente claras e bem definidas, por isso não se percebe quando ainda se ouvem razões para as deslocações como: ia só dar uma volta à praia ou visitar uns familiares ou amigos. É preciso ter muita paciência neste momento, para ser autoridade neste país de taralhocos.

É a altura de mostrar o que é mais importante, o direito à saúde e vida ou o direito à liberdade?

@joaobarbara

Comentários