[COVID-19] será que com um crescimento de 30% já ficamos em casa?




Hoje é um daqueles dias em que sinto vergonha do povo e do governo português. Li atentamente o decreto-lei das moratórias, e nos particulares chamou-me a atenção que as condições de adesão não tenham em consideração o património financeiro e/ou imobiliário do contribuinte. Vergonhoso mesmo, mas digo-vos uma coisa, as pessoas não têm vergonha, a vergonha é mesmo minha.

Isto mantém-se descontrolado, principalmente em Itália e Espanha, mas agora também nos EUA. Os valores, quer de infetados, como de mortos diários, são mais que muitos e leva-nos a pensar se estaremos no caminho correto? deixo-vos apenas alguns números assustadores: EUA com 94.000 infetados (pensava eu que lá para domingo estariam nos 100.000, mas vai ser muito mais cedo), Itália a ultrapassar os 9.000 óbitos e Espanha com o enorme drama dos centros de apoio a idosos e assim a chegar aos 5.000 óbitos.

Por cá, parece que nada se passa, ainda ontem vários grupos de pessoas foram afastados da praia, pela polícia marítima, porque estavam de férias a curtir o sol. Voltei hoje a ver um grupo de jovens a passear-se pela V6, será que a PSP não podia, e devia, de interpelar esses jovens e caminhá-los para casa?
Os nosso números também não são bons, a chegarmos a passos largos aos 5.000 infetados, e sobretudo com quase 4.000 a aguardar resultado, não nos espera um futuro próximo muito simpático. Os óbitos agora sobem diariamente, os internados e em especial os que estão na UCI também, e os casos em vigilância são cada vez mais e mais.
Fica a minha pergunta para a malta que pensa estar de férias, apesar de afinal estar (ou que devia estar) em isolamento: será que com um crescimento de 30% já ficamos em casa?

Fica a dica, e mais uma vez Vos digo, saiam de casa para compras, farmácia ou um pequeno passeio, mas sff, a seguir, voltem para casa e sobretudo fiquem em casa.

Não se esqueçam que para vocês poderem estar resguardados em casa, existem muitos, como eu, que têm a obrigação cívica, e profissional de estar diariamente na frente desta batalha. Pensem nisto, e desculpem por estar sempre a dizer o mesmo, mas nunca é demais, e pelos vistos existem muitos que ainda não o perceberam.

Às autoridades, pede-se mais rigor e controlo nas situações que vemos, e ouvimos, diariamente de passeios à beira-mar ....

@joaobarbara

Comentários