[COVID-19] O bicho e a Educação: quem vai vencer?


Em tempos de pandemia, o que será mais importante manter? a Educação, a Saúde pública, os tais serviços essenciais, a Economia, o abastecimento alimentar, a gasolina para os transportes .... isso e muito mais. Não tenho dúvidas que tudo junto, mas receio que não seja possível. 

Fiquemos hoje pela parte da Educação. Só esta palavra tem tantos significados, e chega a tantos patamares que é assustador. A Educação não é só escola, é muito mais que isso. É neste momento que percebemos que já devíamos ter apostado na Educação Social, na Educação da nossa Sociedade, na Educação pela sobrevivência. Isso foi feito, NÃO, e agora já é tarde, para variar vamos remediar.

À muito que defendo que a Educação devia apostar mais na parte tecnológica e estar menos centrada na figura presencial do professor. Quando falo nos professores, não é nenhuma crítica, afinal estes estão nas escolas para ensinar, para transmitir conhecimento. Agora, falta perceberem que a Escola e a Educação já deveriam estar centrados nos alunos. Falhou estas partes no sistema educativo.
Algumas escolas iniciaram esse processo, Portimão é um bom exemplo disso, mas ainda falta muito.

Agora, como se costuma dizer, é remediar a alta velocidade.

A semana passada, saíram notícias que já a meio de abril, o ensino básico vai avançar para a antiga tele-escola.', através da RTP1. Muito bom a RTP1 finalmente servir para o serviço público ... estivemos muitos anos longe disso.
Falta percebermos os moldes, quem vai estar do outro lado do ecran, e principalmente o sistema de avaliações, se é que vai haver. Há quem defenda trabalhos a serem enviados para o docente, mas continua a ser verdade que muitos alunos não têm portátil ou PC para fazer e enviar os trabalhos. As bibliotecas e as escolas estão fechadas, quem trabalha nesta área sabe bem que estas valências são a salvação para um grande leque de estudantes.
Esta solução, e para este nível de ensino, parece-me adequado e que pode funcionar. Falta-me perceber como vão ser dadas as matérias, as avaliações e a carga horária .... estamos a falar do 5º ao 9ºano e disciplinas que são também diferentes de ano para ano.
E soluções para as disciplinas e matérias práticas? Ed. Visual, Ed. Física, Informática e mesmo as partes práticas de Físico-química por exemplo.
Mesmo nível de ensino, ainda há muito para definir e perceber .... a long way!

Aguardemos agora as soluções para os restantes níveis de ensino: pré-escolar, primário, secundário, universitário, doutoramentos, investigação e não descurando o ensino profissional e o ensino especial.

Voltarei a este assunto quando houver novidades.

Para fechar, convido todos a participar no inquérito que a Universidade Lusófona está a realizar, com o tema: Qual o real impacto da COVID-19 no ensino?. Participem.

E é verdade, esta pandemia vai ser ultrapassada, vai demorar e vai ser doloroso, mas VAI PASSAR.

@joaobarbara

Comentários