Um reviver de um Artigo de Opinião de 2015



Região Sul: "Educação - inovação tecnológica impõe-se!", 26 de março de 2015.

A vida tem coisas curiosas. Está a fazer agora 5 anos que escrevi um artigo de opinião para o site Região Sul, com o curioso título "Educação – inovação tecnológica impõe-se!". Parece que já nesta altura eu achava que algo tinha de ser feito na Educação. 

Passados 5 anos, parece que tinha alguma razão ... serei um visionário?

Vamos rever algumas das minhas palavras, e analisá-las no presente da pandemia que estamos a atravessar.


"Não consigo conceber a escola em que a tecnologia, os conteúdos digitais, o virtual não está presente. A presença, a produção e a distribuição de conteúdos digitais é um dos eixos principais para a aproximação da escola ao aluno." - pois, agora tornou-se essencial a sua utilização. Parece que até já e fala da teleescola, porque alguém se esqueceu que nem todos têm acesso aos mesmo. O mundo não é perfeito.

"A exploração, utilização e apresentação de trabalhos pela via multimédia vem trazer aos alunos e escolas que as realizam uma enorme satisfação. É utilizar recursos e meios que estão ao alcance da juventude, que fazem com que eles queriam estar presentes e participar nas aulas. Está mais que claro, que o conhecimento é mais facilmente apreendido e retido quanto mais ativo e participado for o envolvimento dos alunos no processo de aprendizagem." - alguns já estão fartos de ficar em casa, vamos ver se agora os nossos estudantes não deitam tudo a perder. 

"Muitas das escolas bloqueiam o acesso a conteúdos digitais, ao acesso ao hi-fi e mesmo a algumas aplicações. E porque não aprenderem a lidar com esses conteúdos e explorarem os mesmos ? As inúmeras redes sociais podem ser usadas para motivar os alunos, não será por lhes bloquearem o acesso que não usam o telemóvel ou o portátil. O uso destes conteúdos digitais vai de certo motivar alunos, e professores, tornando a sala de aula e a escola mais atrativa e interessante." - agora têm de os usar, quer queiram e gostem, que não queiram e não gostem. Temos pena, é para fazer.

"Eu sei que para o digital seja uma realidade nas escolas portuguesas, é preciso que haja uma articulação entre as escolas e as editoras – é preciso que os conteúdos digitais estejam disponíveis a preços considerados razoáveis." - tenho visto ofertas, e mais ofertas, das editoras para conteúdos digitais. Passamos do oito para o oitenta. Típico da sociedade portuguesa.

"Não tenho dúvida nenhuma que o contexto da Educação teria muito a ganhar com esta integração das novas tecnologias em ambiente escolar, com uma maior integração da inovação tecnológica, muito em linha com a Sociedade do Conhecimento" - alguém tem agora dúvidas sobre o que digo?

@joaobarbara

Comentários