Discriminar é Crime, Denúncia a Discriminação

 

 (créditos da imagem: esquerda.net)

Vários estudos realizados com adultos têm demonstrado que as formas de expressão do racismo na sociedade contemporânea estão se tornando progressivamente mais subtis, mais indirectas e menos abertamente negativas do que eram até a primeira metade do século XX.

O tema do racismo está na boca das pessoas como se fosse uma moda, mas não devia ser assim. Sim, de facto existe racismo em Portugal, e está bem presente em todo o lado.

É óbvio que, de uma forma geral, não é com as dimensões que vemos noutros países europeus ou mesmo noutros continentes ... felizmente que assim o é. Mas, não será por isso que não existe. E, sim, de facto existe racismo em Portugal.

Não por Bruno, ou por um outro qualquer que tenha morrido ou sido agredido. Devemos combater, devemos falar sobre isso, devemos garantir que junto de nós, o racismo não está presente. Mas, isso deve ser com o racismo e com todas as formas de discriminação que existem na sociedade portuguesa.

Quantos de nós já assistiram a formas de discriminação, seja o racismo, seja homofobia, sejam situações de bullying? eu diria que todos nós, mas o importante é sabermos identificar e como agir.

Uma questão que deve estar presente na nossa atuação como cidadãos ativos que devemos ser, é como agir perante uma situação destas? cada um vai agir de forma diferente, mas existe algo que não pode ficar indiferente, as autoridades devem ser informadas, para que possa agira da forma mais correta  possível. 

O racismo está relacionado com a etnicidade, que permite reunir as pessoas em torno da mesma língua, cultura e interesses, fazendo assim parte do processo de enculturação, que ensina os mais jovens a adquirir valores e comportamentos adequados às suas origens.

Existe um elevado medo na sociedade, que esta passe por um processo de aculturação, perca a sua identidade e assim mude pela interação entre os jovens.

A dificuldade que existe em aceitar os outros, tal como estes são, é idêntica para qualquer povo. 

Apresentamos muita dificuldade em perceber que a nossa visão da sociedade, é, e pode ser diferente da de outro povo, de outra cultura. Somos todos demasiado etnocêntricos para entender, e sobretudo aceitar a perspetiva de cada povo, e assim aceitarmos as diferenças, por vezes demasiado evidentes.

Não discrimines
Não permitas a discriminação
Não aceites a discriminação
Denúncia a discriminação que conheças

Diz Não à discriminação
Diz Não ao racismo
Diz Não à homofobia
Diz Não ao bullying

@joaobarbara

Comentários