690M em 2019 + 120M em 2020

 


(créditos da imagem: site Globo)

As notícias não podiam ser piores ... a pandemia levantou o véu da pobreza, da miséria e da fome. 

Quando andamos todos preocupados com o nosso umbigo, existem milhões de pessoas, muitas crianças e jovens que comem de quando em vez.

O relatório das Nações Unidas, "O Estado da Segurança Alimentar e Nutricional no Mundo", recentemente publicado é bastante elucidativo. O número de pessoas que passam fome está crescendo a olhos vistos, em 2020 já atingia 690 milhões de pessoas (8,9% da população mundial). O aumento de mais de 10 milhões ao ano, o que perfaz em cinco anos, praticamente a população inteira de um país, como Itália, é o que está em cima da mesa.

E, como se isso não fosse já trágico o suficiente, a mesma ONU estima que em 2020 possam haver mais 83 a 132 milhões de subnutridos no Mundo. 

No ano de 2019, mais de 2 bilhões de pessoas (25% da população mundial) se encontravam com alguma situação de insegurança, ou insuficiência alimentar. 2020 vai ser bem pior. 

África é, como sempre, um dos países mais afetados, mas tem agora a infeliz companhia da Ásia e da América Latina. 

Por isso meus amigos, a foto que ilustra este triste post, não foi despropositada, mas sim para alertar aqueles que continuam a ficar chateados por estarem numa fila à espera para entrar num supermercado, para ir ao banco, para ir ao restaurante, para ir aos correios ... os que estão na foto, aguardam calados e quietos para receber uma tigela que qualquer coisa que encha a barriga e mate a fome por uns minutos. 

Comentários