Bloco de Esquerda Algarve vai a eleições no dia 12 de dezembro

 

(imagem do Sulinformação)

O Bloco de Esquerda do Algarve vai a eleições, e com duas listas. Uma que se apresenta como a continuidade do trabalho desenvolvido, a Lista A liderada por João Vasconcelos, atual deputado na Assembleia da República e a jovem Ana Filipa Silvestre, que aposta na necessidade de mudança e novas caras. 

É verdade que isto não é propriamente uma novidade no partido, basta ver as moções que se apresentaram na última convenção. 

O Algarve ter duas listas, com dezenas de apoiantes cada, mostra dinamismo e mostra ativismo. É sempre um bom sinal, mostra pluralidade, sensibilidades diferentes e sobretudo a possibilidade de democraticamente, nos revermos num, ou noutro lado. 

Sou sempre apologista da democracia em primeiro lugar, e por isso congratulo o aparecimento de duas listas para a Distrital do Bloco de Esquerda Algarve, que apenas pode trazer à discussão, uma maior diversidade de opiniões e idéias para o nosso Bloco de Esquerda e para o nosso Algarve. 

Estamos, e vamos passar por uma das maiores crises que já vivemos, porventura, mesmo a maior crise que qualquer um de nós já assistiu. Existem inúmeras áreas de preocupação para todos nós, é-me difícil enumerar uma, ou outra, como a mais importante ou crucial. Não vivemos sozinhos, nem estamos sozinhos na sociedade, por isso, todas as áreas são de extrema importância para o Algarve. 

Enderecei à duas listas algumas perguntas:

- as portagens têm sido uma luta constante do Bloco de Esquerda Algarve, não sido possível a aprovação em Parlamento das propostas; na última semana, foi aprovada proposta do PSD com a redução significativa do valor das portagens, mas que continua longe do pretendido; como pensam continuar esta luta? ou aceitamos o que foi agora aprovado?

- a juventude é o futuro do nosso país, mas não temos representação, quer na distrital, como em muitos núcleos e concelhias; os jovens podem, e querem intervir, ter uma participação ativa na vida política e sobretudo fazer política; o que entendem por fazer política e o que pretendem fazer para inverter esta situação?

- as comunidades LGBT, as comunidades de minorias étnicas, não têm representação no nosso partido no Algarve, será por não haver vontade dessa comunidade, ou será que não existe abertura deste Bloco de Esquerda? como pensam conseguir chegar a essa e a outras comunidades com problemas de inclusão?

- uma das críticas que faço é a pouca comunicação com os algarvios, e não só com os aderentes; os assuntos passam ao lado, sem intervenção pública; a presença nos recursos digitais é muito escassa, e demonstra pouca inovação; o que pensam fazer sobre este assunto da comunicação?

- o nosso Algarve tem uma situação estratégica magnífica, e sem igual em Portugal, no entanto existem muitos setores pouco, ou nada explorados; falo por exemplo no desporto e na possibilidade de explorar no seu todo, o Centro de Alto Rendimento de Vila Real de Santo António e da criação de polos por todo o Algarve. O "turismo" desportivo é dos mais rentáveis, principalmente como temos condições como a presença de rio, de mar, serra, boas condições atmosféricas e até muitos recursos. Este setor do Algarve, pode e dá trabalho e ocupação a muitos jovens e outros menos jovens, mas é preciso apoio e investimento. Existe esta consciência do potencial deste setor, e o que pensam fazer sobre este assunto?

- eu entendo que a criação de grupos de trabalho, de intervenção mais forte nas redes sociais, de participação ativa no associativismo são pontos de extrema importância para o ativismo que se quer no Bloco de Esquerda; o que pensam sobre este assunto?

- entendo que falta muita informação, formação e diálogo com os aderentes, e neste campo principalmente com os eleitos, que muitas vezes estão isolados e sozinhos no seu trabalho autárquico; como pensam desenvolver este campo de atuação?

Ouvi as duas listas, e fiquei esclarecido.

O partido é o mesmo, e o que vai ficar é a união de duas listas. Votem em consciência, e Votem pelo nosso Bloco de Esquerda e pelo nosso Algarve.

@joaobarbara

Comentários

Mensagens populares