Aldeia da Companheira - a aldeia esquecida de Portimão

 


Existe parte do território portimonense que vem ficando esquecida por parte do executivo, anos após ano, mandato após mandato. 

Alguns dos portimonenses nunca lá foram, nem sabem muito bem onde fica. Falo da esquecida Aldeia da Companheira. 

Se é que alcatroaram a estrada de acesso á aldeia [quiçá por força do empreendimento residencial existente neste mesmo acesso], quase tudo o resto falta a quem ali vive.

A população da Aldeia da Companheira está envelhecida, são poucos os jovens ou mesmo crianças que ali vivem. Faltam infraestruturas de proximidade, o Vai-Vem pouco ali passa [mais adiante vamos ver o estado das "paragens"], os estabelecimentos comerciais resumem-se cafés e muito pouco mais. 

Até uma mesa de voto ali falta, que permitia que a população realmente votasse. Seria uma forma de combate à abstenção.

Falta quase tudo. 

Mas como se isto já fosse mau o suficiente, está levado ao abando no por parte do executivo [as fotos que deixo neste post são reais e tiradas esta mesma semana].

Depois de ter sido contactado por uma residente da Aldeia da Companheira, desesperada por ver o estado de abandono em que está a aldeia e os espaços "verdes". 


um exemplo do lixo que se acumula neste jardim, sito mesmo no centro da Aldeia da Companheira, e pelo que me disseram neste dia até estava bastante bem





Ao Executivo de Portimão

O voto dos portimonenses deu-lhes o mandato para os próximos 4 anos, mas para isso é preciso que olhem para todo o território portimonense. 

Este jardim precisa de ser limpo e de manutenção. É preciso limpar o lixo, É preciso limpar as ervas secas [e que até podem provocar incêndios e "chamar" bichos indesejáveis como ratos e outros animais]. Falei com alguns moradores que não me souberam dizer quando foi a última vez que aquele espaço foi devidamente limpo.

As fotos acima assim o demonstram.



Mas reparem agora nas fotos acima. São do mesmo espaço. No centro do jardim foram retirados os equipamentos que ali estavam para as crianças, ficando no entanto aquelas estacas que, além de não servirem para nada, podem tornar-se perigosas.

Entretanto andei pela aldeia e vi mais uns espaços a precisarem de uma limpeza urgente. Alguns poderão não ser públicos, mas impõe-se ao município que ordene a limpeza, ou mesmo o faça pelos seus proprietários e apresente a devida conta. [fotos abaixo].




Estes são de um espaço adjacente ao jardim do centro da Aldeia da Companheira e que em nada servem a população ali residente, mas sendo um espaço promotor de roedores e outros animais. 

Um pouco mais abaixo, a caminho da saída da aldeia, e junto a um café está um espaço completamente abandonado e que deve ser limpo o mais breve possível. [foto abaixo]


Mas o pior está mesmo reservado para o fim da minha ida à Aldeia da Companheira - algo que se parece com uma paragem de Vai-Vem.

Como podem ver na foto a seguir, a paragem é um poste torto e sem qualquer indicação.


este é apenas um exemplo do estado em que estão as paragens do Vai-Vem nesta aldeia esquecida pelo executivo portimonense

até me contaram o que as pessoas fazem no Verão para se protegerem do calor e das longas esperas - duas cadeiras e uma tábua que serve de banco, com uma cobertura á boa maneira portuguesa

é muito triste ao que chega, idosos sentados em tábuas por baixo de uma qualquer coberta para se protegerem do calor 







O que se pretende com este post. Alertas e pedir intervenção imediata.
Será enviado email com estes mesmo casos. Aguardemos por intervenção, que em caso positivo aqui será dada a devida nota. 

Os portimonenses da Aldeia Companheira agradecem Sr. Presidente Isilda Gomes.

- limpeza dos espaços com lixo e com ervas secas
- no centro do jardim, retirar aquelas estacas e colocar aparelhos geriátricos que poderiam servir para a melhoria da mobilidade da população local 
- no jardim, instalar equipamentos que possam servir os locais para algum convívio [uma simples mesa e uns bancos, similar ao que está instalado na Av, 25 Abril, junto do Edifício Social e das piscinas]
- providenciar uma substituição imediata dos postes que servem de marco ao Vai-Vem, assim como promover os mesmos de um abrigo e informação á população

Os portimonenses agradecem a atenção que possam dispensar.

@joaobarbara


Comentários