Propostas para os Jovens: as minhas propostas e o projeto “EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA E PARTICIPAÇÃO ATIVA”

(imagem do google.com)

Eu tenho por hábito fazer o que digo, até porque me parece o mais acertado. O que é positivo vale a pena referir, o que está mal vale a pena referir.

Como sabem não foi eleito, as razões ficaram para trás e o futuro está para a frente. Não será por isso que não vou exercer a minha política, sem qualquer interesse partidário e sobretudo continuando a exercer a minha livre cidadania ativa [já o faço publicamente desde 25 de novembro de 2005 e ainda à mais anos não publicamente].

Este é o primeiro exemplo, mais se seguirão. Esperem propostas, recomendações e alertas. Tudo o mais, é expectável e esperado. Não é para agradar nem para desagradar a ninguém, mas sim para mostrar o dever e direito à minha Luta, Cidadania e Liberdade. 

Pretendo ser eu mesmo, diferente de quem me critica e tenta deitar a baixo e seguindo de cabeça erguida. O futuro será risonho.

No passado dia 26 de abril o Município e a Plataforma MyPollis realizaram a Assembleia Digital da Juventude. A mesma assembleia teve como objetivo auscultar a juventude e a política, tema de extrema importância para a sociedade. 

Eu tive oportunidade de fazer várias propostas, que quero aqui deixar resumidas:

  • Definir uma estratégia de responsabilidade social [junto dos jovens], com base em protocolos que envolvam o voluntariado jovem, com entidades do sector social das áreas identificadas a nível local como as mais necessitadas de intervenção (em sintonia com o Município de Portimão);
  • Possibilidade de se realizar com regularidade ações de advocacy* junto dos poderes públicos locais, nomeadamente do Município e/ou Juntas de Freguesia, e em particular nos assuntos e causas que mobilizem os jovens (ambiente, educação, desporto, migrações, minorias ou direitos humanos e outros que estes entendam); *Advocacy é uma prática ativa de cidadania, que se caracteriza pela argumentação e defesa de causas e direitos, podendo influenciar a criação de políticas públicas efetivas,  que tragam benefícios aos temas debatidos.
  • Estabelecer uma ligação regular com a atividade política local, que pode ser aplicado de variadas formas: 
    • Participação regular [sendo ouvidos] nas Assembleias Municipais e/ou de Freguesia;
    • Possibilidade de assistir [sendo ouvidos] nas reuniões das comissões, no âmbito da assembleia municipal e/ou de freguesias;
    • Possibilidade de se reunirem regularmente com os deputados dos respetivos partidos para os sensibilizar para os temas da cidadania global, ou outros do interesse dos jovens;
    • Possibilidade de acompanharem de perto o processo legislativo local, através da criação de observatórios que permitam aos jovens conhecer as deliberações em preparação e emitir opiniões e recomendações ao executivo e/ou comissões parlamentares;
  • Mobilizar os jovens para uma maior apetência para o ativismo social; 

É evidente e claro que os jovens querem uma maior participação cívica, logo devem exigir junto dos respetivos partidos políticos o poder de participar mais ativamente na formulação de prioridades a nível local.

Neste âmbito, e com saudável satisfação que verifico a criação de um projeto para a juventude portimonense. Parabéns ao município pela iniciativa, não aproveitada por toda a oposição.

O Município, através da sua Divisão de Educação, lançou o Projeto “EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA E PARTICIPAÇÃO ATIVA”, o que me parece bastante relevante e em muito vai de encontro ás minhas propostas.

E embora a ligação para o projeto não esteja disponível no site do município (situação que já reportei), deixo alguma informação que me parece importante. 

O projeto é dirigido ás escolas, podia ter muito mais além mas merece a minha nota positiva. 

Tem como objetivos:

  1. Conhecer os órgãos do Poder Local - a Câmara Municipal - funções e os projetos que desenvolve;
  2. Convidar os alunos à participação na dinâmica do Município;
  3. Estimular os alunos na procura pelo conhecimento, o sentido crítico e a consciência de cidadão;
  4. Sensibilizar e levar os alunos à prática da cidadania ativa e democrática na nossa comunidade;
Pressupõe várias atividades:
  1. Visita à Câmara Municipal que inclui: Informação sobre os Departamentos/ Serviços Municipais da autarquia e funcionamento dos seus órgãos e  entrevista à Senhora Presidente.
  2. Participar em sessões (reunião de câmara/ reunião de assembleia municipal) visando desafiar os jovens do Município a darem o seu contributo para a política local (levantamento das problemáticas municipais, propostas, soluções e recomendações);
  3. Participação em sessões em datas emblemáticas com especial relevo, como o Dia da Cidade e Comemoração do 25 de Abril, através de apresentação de textos/trabalhos/propostas e contributos, por parte dos jovens, para a melhoria da cidade;

Mais informações através dos contactos abaixo: 
Divisão de Educação 
Telefone: 282 470 750
E-mail: educacao@cm-portimao.pt

Aqui está o que pretendo fazer para exercer a minha cidadania ativa, participar na sociedade, partilhando e congratulando o BOM e alertando e criticando para o MAU.

A isto se chama fazer política pelo bem da sociedade, fazer Cidadania de forma ativa e participada.

@joaobarbara

Comentários