[sobre Portimão] afinal os portimonenses votaram só no PS?

 


Foi disponibilizada a ata da 1ª reunião extraordinária da Câmara Municipal de Portimão. A reunião foi no passado dia 15 de outubro e serviu para a definição de algumas bases para o presente mandato. 

Como seria de esperar apenas os vereadores do PS ficam como efetivos, relegando os restantes para um papel passivo. O que me leva a pensar que raio de democracia é esta em que o povo elege e alguém decide relegar esses eleitos para um papel passivo. 

Numa sociedade verdadeiramente democrática isto não deveria acontecer. Provavelmente muitos de Vós vão pensar que penso viver numa utopia, talvez, mas esse é o verdadeiro sonho. Viver uma verdadeira democracia onde todos têm o seu lugar e onde verdadeiramente o povo elege e vê essa eleição refletida no trabalho.

Estamos muito longe daquilo a que chamamos de democracia .... mesmo muito longe!

Passemos agora ao ponto da delegação de competências na presidente. 

Os considerandos são fáceis de apresentar, mas a lista de delegação de competências tem justificação? 

São cerca de 34 pontos de competências que ficam nas mãos da presidente ou de quem ela delegar, alguns com vários subpontos. E quem aprovou esta delegação de competências? os eleitos do PS, o que pode parecer estanho. Será democrático que assim seja, que se vote em nosso favor? 

É verdade que a votação nas últimas eleições autárquicas trouxe uma [errada] maioria absoluta ao PS, mas isso não quer dizer se esvazie as reuniões da vereação, e que inclui todos os vereadores, com e sem pelouro. Parece-me que este tipo de atitudes demonstram uma [real] tentativa de esvaziamento das competências deste órgão, e era preciso que a transparência e sobretudo a pluralidade e diversidade de opiniões dos vereadores fosse tido em consideração. 

Afinal, o povo também elegeu os vereadores da oposição, ou será que os portimonenses apenas votaram no PS?

@joaobarbara

Comentários