O livro sagrado do humor negro "A Biblia dos Culpados", de Confúcio Costa

 

Um pequeno livro que hoje resolvi pegar e ler. 

Não é para levar muito a sério, mas curioso que o Humor Negro adequa-se ao dia de ontem e hoje. 

A vida é como um livro, de vez em quando viramos uma página. Podemos recordá-la mais tarde, mas já não voltarei a essa mesma página. 

Virei a página e segui em frente de cabeça erguida.

Sem medos nem receios, mas com a mesma vontade e força que tinha no inicio dessa página da minha vida.

Voltarei a encontrar alguns dessa página, agora de uma forma diferente.



Das muitas frases de humor negro deste livro, retive uma que me identifico.

"Odeio coisas insuportáveis que vou suportando", até ao dia em que já não as suporto. 

Ontem, hoje e daqui em diante sinto Livre.

@joaobarbara

Comentários