No OE 2022, o nosso Governo pretende investir menos com o desporto do que em 2019

 


O nosso Governo quer que Portugal se afirme no contexto desportivo internacional, no entanto a realidade mostra-nos que pretende investir menos no Desporto. Surpreendidos? 

O Orçamento de Estado para 2022, que está a ser discutido hoje na generalidade prevê para o setor do desporto o valor total de 43.1M de euros. Parece muito, mas neste saco está muito a investir. Investimento em formação dos nossos jovens, no desporto escolar, no apoio às federações, às associações e aos clubes, aos atletas, ao desenvolvimento das modalidades, ao desporto para a saúde, ao desporto para todos, ao desporto adaptado, aos programas para a promoção do desporto como atividade física, no desporto informal, nos equipamentos desportivos e não menos importante no desporto de alto rendimento. Sim, no desporto de alto rendimento porque se queremos medalhas e fotos com o PR, temos de ter cidadãos focados no treino e na competição. 

Sabiam que: 

- o Governo quer colocar Portugal entre os 15 países europeus com cidadãos mais ativos? 

- o Governo quer que Portugal se afirme no contexto desportivo internacional de alta competição?

Mas como será isso possível de ser feito se o valor investido no setor do desporto é 6,9M euros inferior ao orçamentado no ano de 2019? só mesmo com um milagre, ou com o que acontece no terreno com a boa vontade e carolice de muitos e muitos portugueses. 

Será este o caminho certo?  

Na minha modesta opinião de cidadão, NÃO! agora cada um que tire as suas conclusões. 

O setor do desporto vai desde o Alto Rendimento, em que é possível conseguir alguns apoios do setor empresarial e da sociedade (fácil de perceber porquê, o retorno de marketing e publicitário é possível) mas também passa por inúmeras áreas até chegar à formação dos nossos jovens.

Nos próximos dias deixarei a minha opinião sobre alguns destes pontos: formação dos jovens, apoio aos clubes, desporto para todos, desporto para a saúde, apoio nos equipamentos desportivos e muito mais. 

Leiam o que disse em outubro de 2021, onde também podem ler o que escrevi sobre este em abril e em maio de 2021.

Fiquem comigo e acompanhem o meu blog e a minha opinião.

@joaobarbara

Comentários